Sobrevivendo ao ódio...


   Qual a lógica de todas as preparações, estudos e leituras, conversas, trocar de experiências, se não colocá-las a prova? Sabemos que pode-se comprar tudo, e aqui quero ser bem pejorativo, mas não podemos comprar o “saber fazer” das coisas. Sobrevivencilistas se preparam para ameaças “reais”, então que raio de bobagem é essa de sobreviver ao ódio?

  Saber na teoria, não lhe imuniza de erros na prática. Participar de fóruns e discussões sem fim, sobre o destino da humanidade daqui pra frente, não ira salvá-lo se você opera de forma inerte, preparação, bushcraft, sobrevivencialismo, e mimimimi infinito infernal sobre terminologias, não vão garantir seu lugar entre sobreviventes ou estrelinha de bom garoto.






    E ai, todos querem ter razão e “certeza absoluta” sobre fazer a, b ou c, mas é incapaz de reconhecer aquilo que é diferente, ou estranho, é identificado e desprezado com todas as forças, a partir dai começa as intrigas, “odia-dores” por que parece aquele dedo latejando pós martelada, ficam ali, mas não servem de nada.

   O que eu quero chamar atenção, é que diante a inimigos reais, ou esses bandos de inertes virtuais que só disparam críticas, e críticas infundadas do trabalho dos outros, não se devem ser odiados, devem ser compreendidos, talvez como simples incapazes mesmo e só isso que vão fazer mesmo.


   Embora existam aqueles também, que vão dizer que você tem que dar a outra face, eu também discordo, afinal, não há um modelo pronto para conviver com inertes críticos de internet, e cada um deve procurar a sua que não seja nem o amor de cristo ou o ódio cego.

  O Ódio é um sentimento, sentimentos não são pensamentos racionais, parece bobo de se dizer, mas pense, quando você está apaixonado por algo, um equipe novo, uma pessoa, você tende a fazer alguma coisa impulsiva, então, com o ódio não seria diferente. E vacilar com esse ser impulsivo, você coloca a perder o lugar onde você está, por alguém que crítica você de baixo ou pelas costas.



   Se você não preocupar com questões, problemas e soluções para o mesmo, a solução não vem de cima, não vem do governo, as soluções dos seus problemas, só cabe a você, odiar ou amar inimigos não vão acabar com seus problemas, e pior, você perde o foco da sua preparação.

   E isso você encontra ai, pessoas replicando conceitos, sem ao menos se questionar daquilo, sem nem saber que por trás dali daquela tela que aparenta ser vazia, há vida, talvez seja hora de começar a viver com as próprias equipes, pernas e ideias. Afinal, sobrevivência esta ligada diretamente ao contexto e meio, seja ele real ou virtual.

Se mantenham mentalmente preparados.

Nenhum comentário :

Postar um comentário